Menu

Vereadores de Assis Brasil

Publicidade

quinta-feira, 10 de agosto de 2017


20 ª SESSÃO DA CÂMARA DE ASSIS BRASIL TEVE DIVERSAS PAUTAS


1 - MANOEL MATIAS (PSD) - Relatou sobre o problema do matadouro que ainda não está resolvido, aonde destacou que o Projeto de regularização já foi aprovado pela Casa, mas não está sendo executado. Reclamou das indicações feitas e que não são atendidas, nisto destacou que os poderes têm que ser harmônios e não se deve olhar para sigla partidária. Solicitou do executivo para trabalharem de uma forma mais humana. Governo do Estado veio lançar Plano Agrícola, mas lamentou que foi na Seaprof e não tem um técnico agrícola para auxiliar. Detran está toda semana no município multando os cidadãos e isso não está certo. Já houve audiência pública convocada pela Vereadora Toinha para melhorar a segurança pública e não melhorou nada. Falou sobre indicação que fez, destacando os gargalos de Assis Brasil que são colhidos pelos Vereadores e levados ao Executivo que está deixando a desejar. Disse esperar que o Prefeito atenda a indicação porque já contará com a ajuda da comunidade. Mudando de tema falou sobre a segurança pública, destacando que muitas coisas acontecem no município por falta da autoridade maior que é o Prefeito. Nisto reclamou que o Estado manda pessoas só para cobrar impostos e Assis Brasil está precisando de segurança. Finalizou cobrando sobre o portal da transparência e o abatedouro.
2 - IVELINA MARQUES (PT) - Esteve visitando o ramal do Icuriã e as máquinas já estão lá de novo para realizar os trabalhos dos ramais. Esteve lá para tratar sobre o itinerante que acontecerá em Setembro, para atender as necessidades daquelas comunidades. Disse que ficou Feliz de ver aquele povo com sorriso no rosto e esperançoso. Mas Ficou triste porque o posto de saúde do Icuriã ainda não foi concluído, estará fazendo requerimento para a Prefeitura para ver o que está acontecendo, também vai pedir que seja retomado o mais breve possível os serviços. Também os 3 postos ainda não foram concluídos e enquanto isso gasta-se com aluguel de casas. Seletivo -  mais uma vez prefeitura fez seletivo e não dá explicação para ninguém, educação ficou muito confusa. Infelizmente professores formados e com experiência ficaram de fora. Na escola Vicente Bessa, só tem uma merendeira e que está limpando a escola toda.
3 – PAULO SALES (PP)  - Soube que está sendo instalado uma escola no Polo da Bacia e, é muito importante aonde vai oferecer EJA, aonde os jovens se deslocam em suas motinhas até a cidade para estudar a noite, enfrentando a Polícia Militar. Lentidão das obras, Assis Brasil parou, muita gente perdeu trabalho e nada está sendo feito para gerar emprego e fica se perguntando em que ano será que vai continuar. Pedimos reunião com o Prefeito, mas ele respondeu que um dia irá marcar, mas não disse quando. Acho que nessa reunião que teremos, vamos colocar o Prefeito de frente com a situação para ver se ele dá uma saída pra gente, uma sugestão. Brasiléia está desenvolvendo, porque lá o marido dela não manda em nada. O povo não tem medo de colocar o Vice no poder, porque ele já mostrou que faz. Relatou que alugou oficina para seu filho trabalhar e foi arrombada e roubada, a polícia não faz ronda, eles não estão nem aí, só querem saber do transito porque multa dá dinheiro.
4 -  CLAUDIA GONÇALVES (PSD) - Aonde passa a reclamação é grande, sobre a falta de emprego. Relatou que visitou a Escola Vicente Bessa e lá trabalham duas funcionárias para a merenda e limpeza da escola, onde destacou que acha um absurdo porque em outros setores tem pessoas contratadas para trabalhar apenas em um horário. Criticou a gestão atual, relatando que o povo diz que Assis Brasil é um município que tem três prefeitos. Dentre outras coisas discorreu sobre a segurança pública, também sobre a visita que fez à escola do Humaitá, dizendo que é muito pequena mas que ali tem muita gente que quer estudar. Finalizou falando sobre a saúde, informando que nos postos de saúde não tem nada.
5 -  WENDEL GONÇALVES (PR) - Contou que participou juntamente com demais Vereadores da reunião sobre os meios de transportes entre o Brasil e Perú que aconteceu no fórum de Assis Brasil, aonde foram discutidas muitas pautas para resolução da problemática e disse que o Prefeito é quem manda no município e precisa fazer cumprir-se os acordos entre os mototaxistas e toritos, através da fiscalização. Mudando de tema, falou sobre a falta de iluminação na cidade e também sobre sua indicação de nomear o Posto de Saúde da Divisão com o nome do senhor Chico Santos que foi uma pessoa muito importante naquela localidade e outra indicação foi a pavimentação da entrada da escola Baixa Verde. Finalizou discorrendo sobre a saúde, reclamando sobre os motorista da Van, onde os relatos da população é que um dirige com ressaca e outro em alta velocidade. Outra reclamação foi em relação a centralização da farmácia na parte baixa e a falta de medicamentos.
6 - ANTONIA CAVALCANTE (PC do B) - Explicou sobre seus requerimentos aonde solicitou o número de funcionários da Educação, tanto os permanentes quanto os provisórios dos 60% e 40% do Fundeb, bem como, o valor da folha de pagamento com encargos sociais dos 60% e dos 40% do Fundeb. Outro requerimento solicitava a identificação de todos os carros da Prefeitura, com slogan da Prefeitura e qual o valor do aluguel de cada um. Também falou sobre seu projeto da Criação da Semana do Evangélico e pediu o apoio de todos os pares de Vereadores. Relatou ainda sobre a questão do transporte de Assis Brasil – Iñapari e vice versa, aonde destacou que o Superintendente da Polícia Federal pediu de quinze a vinte dias para dar uma resposta com base nas discussões. Dentre outras coisas criticou a retirada do transporte escolar dos seus serviços, para levar alunos para jogar futebol, destacando que é contra essa atitude. Outras questões foram a falta de um técnico da Seaprof, lentidão nas obras, falta de segurança pública

7 – ANTONIO CAMELO (PP) - Falou sobre Lei do Transito e segurança que são de responsabilidade do Estado, aonde o Prefeito corre atrás da Secretaria de Segurança e o Estado promete mas não manda ninguém e que o Vereador pode correr atrás mas também pega banho maria, pois ele mesmo já correu atrás do Governo para resolução de problemas. Nisto disse que o problema de segurança não é só em Assis Brasil e sim em todos os municípios. Finalizou falando sobre os mototaxistas, declarando que não é contra os mototaxistas, mas é a favor de que a população tenha um conforto no transporte que o mototáxi não oferece, assim contou ser a favor da vinda dos toritos brasileiros.

VÍDEOS INTERESSANTES

Câmara Municipal De Assis Brasil - Acre
Rua Raimundo Chaar, 372, Centro - CEP. 69935.000