Menu

Vereadores de Assis Brasil

Publicidade

quarta-feira, 7 de março de 2018

MUITOS RELATOS E COBRANÇAS NA 3ª SESSÃO DO LEGISLATIVO DE ASSIS BRASIL. VEJA OS DISCURSOS!



1 -  MANOEL MATIAS
Começou falando que a gestão procurou pessoas competentes para demitir e isso é um descaso, nisto enfatizou que competência não é o que busca essa gestão, mas ainda assim desejou sorte aos novos secretários. Prefeito tem que colocar a cabeça no travesseiro e saber que não está dando conta e se não tomar uma iniciativa sua gestão vai ser pior do que a do Betinho. Reclamou sobre as licitações que acontecem no município, ninguém sabe qual empresa ganhou, nem valor, nada. Destacou que não se pode deixar acontecer o mesmo que aconteceu na gestão passada. Continuou dizendo que pensa em não ser mais segundo Secretário da Mesa porque sua leitura não é muito boa.
Finalizou indicando ao Secretário de administração que trate com muito respeito a copeira que trabalha no setor de meio ambiente, uma vez que a mesma está a mais de quatro meses sem receber e ainda assim vai todos os dias ao trabalho sem reclamar. Sobre proposta do executivo de parcelar o salário em 10 vezes  disse que é um descaso. Relembrou que queria que 2018 fosse diferente, mas não vai ser e todos têm que ser corajosos.  Indagou sobre as ruas de Assis Brasil porque tem maromba e não dispõe de tijolos para tapar buraco, então questionou como estaria sendo usado a cota da prefeitura ou não está recebendo.  Afirmou que cada requerimento que fizer vai querer uma resposta. Convidou os colegas para ficarem de olho em cada obra que for feita no município, porque se obras saírem mal feitas é falta de fiscalização porque nós quem temos que fiscalizar.

2 – PAULO SALES
Reclamou que quase não tem pessoas para assistir a sessão, depois o povo reclama que vereadores não fazem nada, mas não comparecem para acompanhar seus trabalhos. Seguiu dizendo que Assis Brasil vive seu pior momento e que não esperava isso acontecer, mas que a cada dia se agrava mais. Ficou revoltado com a mudança de secretário feita pelo Prefeito, acha que foi uma perca para o município, porque quando vê que na saúde as coisas não estão acontecendo, fica chateado. Alfinetou que Assis vive a era da madrinha, vive-se o tempo da pedra lascada, aonde nada é feito. Relatou sobre buraco na rua Francisco das chagas na esquina do campo do futebol, destacando que está prestes a chamar os colegas da colônia para vir colocar uma ponte para dar passagem ao povo. Disse que está muito chateado com o secretário de obras que não tapa um buraco, informando que isso não é mais a crise e sim falta de atitude. Paulo ressaltou que Secretário de Saúde precisa ser mudado, pois ele grita com as pessoas, manda motorista com a VAN carregando combustível correndo o risco de acontecer alguma coisa na viagem e levando xincada da polícia sem poder fazer nada. Acrescentou que a saúde deveria fazer convênio  com posto de combustível no meio do caminho, a exemplo, Xapurí e Brasiléia tem convenio com Capixaba para abastecer. Dentre outras coisas disse que ouve muitos comentários sobre o secretário de saúde e que espera que ele não apareça lá no seu setor de trabalho porque não aguentará ser gritado. Finalizou citando a bíblia em Deuteronômio capítulo 28, para indicar que Zum precisa ter Deus na vida dele para ter entendimento e discernimento das coisas.

3 – IVELINA MARQUES 

Prefeito expos na primeira sessão que o ano de 2018 deveria ser diferente e realmente está sendo, mas para pior. Contou que participou de reunião no sindicato para tratar sobre a trilha Chico Mendes. Rota que entra no ramal Santa Luzia e sai em Xapurí. Rota tem 80 km e está toda identificada, é uma das 15 melhores trilhas. Foi feito um trabalho de divulgação e vai ser operada agora. Será ampliada até 300 km e vai ser integrada entre os três países, destacando que vários países já estão prontos para vir fazer a trilha aonde a idéia é fazer uma ultra maratona, podendo ser incluído a passagem pelo santuário santa Raimunda do bom sucesso. Disse que em Assis será preciso pessoas para trabalhar o turismo, sendo que Assis Brasil só tem para vender a Floresta e tem-se que potencializar essa perspectiva que é uma saída para o desenvolvimento. Mudando de assunto relatou que desde 2013 professores entraram na justiça para receberem o piso salarial, o promotor deu parecer favorável em fevereiro e prefeito ainda anão tinha sido notificado, nisto a Presidente do Sindicato encaminhou documento solicitando essa notificação. Agora espera que seja feito o pagamento desse piso. Também falou sobre contratações, atuação do conselho do Fundeb, Merenda Escolar, portal da transparência, uso de carros públicos aos finais de semana para fins particulares, etc. Finalizou destacando que nas escolas municipais ainda não começaram as aulas por falta de profissionais e pela falta de estrutura física, mas as aulas do Estado já começaram.

4 – WENDELL GONÇALVES 


Disse que ficou triste porque quando faz documento solicitando algo para a Prefeitura porque não é respondido. Também pela exoneração de Hélem e Arquileudo, pois ela recebeu a Secretaria de Assistência Social com praticamente todos os programas cortados e hoje está tudo funcionando. Quanto ao Arquileudo é antenado com perspectiva de ver Assis Brasil com produção independente. Enfatizou que na agricultura pode entrar quem for mas se não tiver estrutura para trabalhar, vai ser só mais um. Reclamou que o Prefeito não tem ouvido os Vereadores. Finalizou falando das ruas escuras e esburacadas e que as máquinas eram para estar sempre prontas para uso, mas guardadas na garagem da obras e não ficarem jogadas nos ramais pegando sol e chuva.
  
5 – GILDA ALMEIDA 
Disse para a vereadora Toinha que o requerimento, solicitando a vinda dos responsáveis pelas obras dos postos e ginásio, está muito bem feito e agora tem que fiscalizar, ficar de olho e cobrar para ver qual é o motivo de as obras terem parado de novo. Sendo que o Prefeito disse que dinheiro já estava nas contas mas não continua as obras. Acrescentou que o ginásio está um matagal. Contou que um dia no gabinete foi feito uma reunião e ela disse ao prefeito que se ele não cumprisse com o que falou, ela não tomaria mais parte dessas decisões que são de direito dele, já que a última palavra é dele. Alfinetou dizendo que acha que o Secretário de Obras tem uma madrinha ou um padrinho porque passou um ano inteiro, não tapou nenhum buraco, mas continua na gestão. Acrescentou falando que se ele quisesse tapava os buracos, porque quando o prefeito quis e enjoou de ser cobrado pegou uma turma e foi lá e tapou o buraco da rua da Joana, mesmo sem condições. Nisto ressaltou que sabe da inexistência de condições mas se a pessoa se esforçar, trabalha, principalmente na obras que não precisa muita coisa, porque atrás da garagem tem muito concreto que dá para tapar quase todos os buracos de Assis Brasil. Mencionou que o Secretário não deixava o Gilson fazer nada de tapar buraco, mas um dia Gilson se zangou com tanta reclamação do povo e  foi lá e tapou o buraco da rua do Erenato, mesmo sem a permissão do Secretário, então isso demonstra que a pessoa só precisa ter vontade. Finalizou dizendo que existem 1001 motivos para que o Secretário de obras seja substituído, porque ele sim não tem atitude e que por sorte a limpeza não pertence mais a obras e sim ao Meio Ambiente.

VÍDEOS INTERESSANTES

Câmara Municipal De Assis Brasil - Acre
Rua Raimundo Chaar, 372, Centro - CEP. 69935.000