Menu

Vereadores de Assis Brasil

Publicidade

quarta-feira, 4 de julho de 2018

AUTORIDADES SE REÚNEM PARA TRATAR SOBRE A SEGURANÇA NO MUNICÍPIO


Na manhã da, terça-feira (03), o Vice Presidente do Legislativo, Wendell Gonçalves, juntamente com o Prefeito Antonio Barbosa de Souza e os Vereadores Manoel Matias, Antonio Camelo, Ivelina Araújo, Cláudia Gonçalves e Toinha Cavalcante estiveram reunidos com autoridades dos órgãos Segurança Estadual e Nacional, (SWAT, Exército, Tenente da Polícia Militar, Delegado da Polícia Civil, Delegado da DHPP, Assessor do Governo, etc.) para discutir a questão da segurança pública no município de Assis Brasil.
Foram discutidos vários aspectos das rotinas sociais, o comportamento da população e a segurança no trânsito e nos bairros. Bem como foram cobradas ações para a contenção da marginalidade.
O envolvimento do grande número de menores com drogas e criminalidade, está fazendo com que a sociedade fique apreensiva e cobre uma resposta das polícias e órgãos de segurança”, disseram os Vereadores, ao destacar que a Presidente e o Vice do Legislativo, já estiveram em Rio Branco pedindo um Delegado exclusivo para Assis Brasil, aonde foi prometido que viria, mas até o momento não chegou.
De acordo com o Comandante da PM em Assis Brasil, a maior deficiência está na falta de políticas públicas, principalmente na área do Bela Vista. Acrescentou também que o principal fator crítico em Assis é a falta de testemunha quando ocorre algum crime, pois as pessoas se negam a testemunhar.
O Coronel da SWAT, pediu que todos fiquem tranquilos, pois não existe um local aonde a Polícia não entre e todos estão unidos para combater o crime. Nisto deixou uma frase, “Quem opta pelo crime, a consequência é sempre 3C, Cadeira de rodas, Cadeia ou Caixão.”
Já o Assessor do Governo, falou que o Brasil não produz droga nem arma, mas é vítima da fronteira aberta com Perú e Bolivia, então tem-se que fechar a fronteira. E o Acre deve clamar em Brasília para que cuidem da fronteira.
O Prefeito finalizou destacando que as drogas sempre passaram pela rota da Bolívia no Perú e entra no Brasil, então tem que ser tomada uma iniciativa imediata de contenção dessas entradas.

Por Antonia Nascimento
Assessora CMAB



VÍDEOS INTERESSANTES

Câmara Municipal De Assis Brasil - Acre
Rua Raimundo Chaar, 372, Centro - CEP. 69935.000