Menu

Vereadores de Assis Brasil

Publicidade

quarta-feira, 8 de agosto de 2018

19ª SESSÃO DA CÂMARA DE ASSIS BRASIL. PAUTAS!



1 PAULO SALES
Colocou seu mandato a disposição de todos que o forem procurar para fazer reivindicação e levar as autoridades competentes.  Relatou sobre viagem que fez, aonde denotou grande preocupação com os ramais, nisto citou que percorreu alguns trechos de Brasiléia, município pelo qual o Governador e a Prefeita trabalham, mas apesar disso, observou que os ramais estão em péssimas condições, exemplificando que ramal do km 75 entre outros estão em péssima qualidade. Então destacou que não é apenas Assis que os ramais estão ruins. Nisto parabenizou o trabalho do Secretário de Obras, Samuel, por ter feito bastante com apenas uma única máquina à sua disposição para atender à grande demanda do município. Acrescentou que esse mandato está sendo o mais difícil de todos, por conta da crise que se instala.  Dentre outras coisas, disse que não está fazendo mais indicações pelo fato de saber que não há recurso para realizá-las, então para ficar guardadas é melhor não fazer. Mas acrescentou que irá procurar Prefeito ou Vice para fazer uma terraplanagem no ramal da Bacia, próximo à Igreja Assembleia de Deus, que será inaugurada e precisa-se dar acesso para todos aqueles que participarão. Sendo assim, pediu o apoio dos demais colegas para ter essa conversa. Finalizou, falando sobre sua ausência na sessão passada, aonde foi apresentado projeto da educação e destacou que irá estuda-lo bastante e votará com o povo.
2 MANOEL MATIAS 
Contou que passou vergonha com o ponto turístico de Assis Brasil, especificamente o Marco Rondon, porque turistas perguntaram o que acontecia que o local estava tão descuidado, sendo que esses mesmos turistas haviam visitado a praça alguns anos atrás e comentavam que era mais atrativo, mais bonito, etc. Nisto citou que já fez indicações solicitando, melhoria para o local, mas reclamou que suas indicações não são atendidas e não sabe porque isso acontece, se por seu comportamento ou outra coisa qualquer. Especificou que fez indicações, solicitando limpeza, iluminação, bem como para reconstrução do suporte da placa com o nome da praça, uma vez que está perigoso, podendo causar algum acidente a qualquer momento. Na ocasião proferiu que isso é uma vergonha para todos. Alfinetou, sobre as reclamações de que nada é feito por causa da crise e corroborou que a crise é de falta de vontade, porque quando se tem força de vontade as coisas acontecem. Mudando de assunto relatou que havia um grupo de pessoas querendo fechar a entrada do ramal próximo do Quartel do Exército, por conta das condições do ramal, nisto procurou os responsáveis para maiores informações e em que poderia ajudar. Então buscou parcerias, conseguiu máquinas, concreto, entre outras coisas, depois procurou o Secretário de Obras para realização do serviço, mas fizeram apenas um faz de contas e o trabalho não foi concluído. Finalizou convidando os demais vereadores para fazer visita na Praça Marco Rondom e depois solicitar que algo seja feito.

3 IVELINA ARAÚJO
Solidarizou-se com o vereador Manoel Matias, destacando que nenhuma obra tem sido feita em Assis. Destacou que alguns pais estão se mobilizando para fazer um trabalho na praça principal, para que seus filhos possam ter um local para brincar. Nisto disse que não acredita que vai se resolver alguma coisa nessa gestão, então a solução é se juntar e fazer por conta própria. Acrescentou que no campo de futebol enche de crianças que passam a tarde brincando, pois eles têm energia para gastar. Outro tema apresentado pela Vereadora na Tribuna, foi referente as festas pátrias do Perú, no 28 de Julho. Onde citou que os peruanos estão ganhando maior espaço com grandes investimentos em Iñapari. Então acha muito difícil entrar um prefeito em Assis Brasil que retome tudo o que já se perdeu e que possa melhorar a situação econômica do município. Ivelina elucidou sobre a questão da carteira de trabalho, aonde o Ministério Púbico já pediu para que a Prefeitura coloque alguém para fazê-las. Também falou sobre a emissão de carteiras de identidade feita na delegacia, aonde o rapaz que deveria ficar todos os dias, só vem quando quer e algumas vezes usa de má vontade. Mudando de assunto, dissertou a respeito da VAN da saúde, que levou o pessoal para a convenção partidária em Rio Branco. Nisto contou que foi informada pelo advogado, Dr. Osvaldo Lima, que o veículo poderia sim transportar aquelas pessoas para a convenção em Rio Branco, desde que fosse solicitado documentalmente pelo partido e que os gastos com combustível não saíssem dos cofres públicos. Nisto enfatizou que irá requerer cópia do documento de solicitação da VAN, bem como os gastos efetuados com combustível. No mais, acrescentou que irá solicitar que seja cumprido o Requerimento da Vereadora Toinha, o qual diz que os carros públicos devem permanecer guardados no final de semana. Para isso, contatará o Ministério Público, caso seja necessário tomar maiores medidas. Finalizou discorrendo sobre projeto da educação, destacando o equívoco ocorrido, no que se refere a apresentação do Projeto, mas não obstante, fez algumas discussões com os professores, solicitou da prefeitura a nova planilha que será vigente, no que o contador disse que já está com tudo pronto, falta apenas encaminhar. Nisto acrescentou que a ideia da administração é reduzir o salário em 5% e em cima disso colocar o piso porque não poderá mais ficar sem pagá-lo. E assim, ficará a mesma coisa, um pelo outro.

4 WENDELL GONÇALVES
Relatou sobre visita na comunidade da Divisão durante arraial da escola, nisto destacou que não compareceu tanta gente como nos anos anteriores, mas teve muita diversão, com campeonato, apresentação de quadrilhas, etc. Outro tema foi sobre a VAN ter transportado pessoal para convenção partidária em Rio Branco. No tocante, disse que estava na reunião de solicitação da mesma para efetuar o trajeto e que opinou que a VAN não poderia ir, mas não foi ouvido, então agora cada um tem que suportar as consequências de seus atos. Mudando de tema, falou sobre a situação dos ramais, mencionando que provavelmente este ano não entrará mais máquinas para recuperar o Icuriã. Acrescentou que o Catianã está praticamente intransitável, inclusive as pontes estão todas em péssimas condições e precisam de melhora. Finalizou criticando o atendimento de exame de vista que aconteceu no Posto de Saúde, Terezinha Batista, uma vez que o evento não estava bem organizado, sendo assim ficou muita gente sem ser atendido e com relação ao preço dos óculos –que seria simbólico – mencionados durante divulgação, reclamou que houve divergência pois tiveram pessoas que pagaram até setecentos reais em óculos. Nisto disse que passou vergonha, porque divulgou na zona rural e muita gente veio mas não teve atendimento ou pagou mais caro.

VÍDEOS INTERESSANTES

Câmara Municipal De Assis Brasil - Acre
Rua Raimundo Chaar, 372, Centro - CEP. 69935.000