Menu

Vereadores de Assis Brasil

Publicidade

terça-feira, 21 de agosto de 2018

21ª SESSÃO DA CÂMARA DE ASSIS BRASIL


1 WENDELL GONÇALVES (PR)
Iniciou falando sobre a retirada do projeto da Educação por parte da Prefeitura, destacando que houve reuniões dos Vereadores com o Sindicato e  que surtiu efeito, pois iria onerar muito a folha de pagamento. Nisto viu que foi importante a prefeitura retirar o projeto para fazer as devidas mudanças e espera que os Vereadores sejam chamados para participar da nova construção do Projeto antes que ele venha para a Casa, para que não haja problemas. Dissertou também sobre sua preocupação com relação às muitas chuvas e os ramais, principalmente o Icuriã, pois não teve melhorias. Inclusive o Estado havia se comprometido e até o momento não se manifestou. Destacou que sabe da necessidade dos moradores daquela área, bem como que a melhoria no ramal seria de grande importante para todos. Então espera que a máquina venha e seja feito serviço de qualidade. Finalizou prestando seus pêsames à família do senhor Joel e sua esposa Marinês, pela perda do seu bebê em uma gestação de sete meses.

2 IVLENA MARQUES (PT)
Relatou que no final de semana aconteceu mais uma etapa dos jogos escolares, aonde Assis Brasil teve vitória sobre Plácido de Castro. Parabenizou a todos os atletas, ao professor Juvenal pelo incentivo e aos torcedores. Reclamou sobre o apoio seria da Prefeitura, por conta do problema ocorrido no microonibus, mas destacou que não foi culpa do prefeito. No demais agradeceu ao Estado por ter ajudado no transporte. Acrescentou que na outra etapa a saúde cedeu a VAN, nisto agradeceu ao secretário. Destacou que mesmo sem incentivo os atletas de Assis Brasil vão longe, com isso lamentou Campeonato Municipal não acontecer. Mudando de assunto, falou sobre denúncia que fez da obra do ginásio e que MP encaminhou resposta. Também anunciou que fez documento, solicitando informações sobre a implantação do SIM, aonde a empresária do matadouro tem lhe cobrado a implantação do mesmo. Nisto enfatizou que espera haver a resolução desse problema, pois do contrário todos serão prejudicados. Outra cobrança foi sobre a iluminação pública. Lembrou que quando aconteceu a chacina, conversou com o Prefeito para fazer trabalho de iluminação pública e ele se comprometeu de fazer em uma semana, mas até o momento não foi feito. Com isso alfinetou que todos os meses os cidadãos pagam a cota de iluminação pública. Dentre outras coisas cobrou a respeito do andamento da licitação da obra da rua Rafael Martins Leão. Também cobrou a questão do horário do início das sessões, destacando que os relógios de todos os parlamentares tem que estar certos uns com os outros para que não haja problemas. Finalizou falando sobre a caminhada do bom sucesso que aconteceu de forma tranquila.

3 MANOEL MATIAS (PSD)
Agradeceu ao Prefeito pela limpeza da praça histórica, Marco Rondon, pois esta sempre foi uma das suas reivindicações. Destacou que muitas vezes sobe à tribuna para cobrar, mas é pelo bem da população. Mudando de assunto, cobrou em relação aos ramais, uma vez que já pediu, fez indicações mas nada foi feito até o momento. Nisto relembrou valor cobrado do produtor para fazer ramal, no 200 litros de diesel. Também comentou sobre o SIM (Sistema de Inspeção Municipal), destacando que quando esteve no Ministério Público foi informado sobre a Lei Municipal de regulamentação do SIM. Dessa forma destacou que até hoje o SIM não foi regulamentado e que a qualquer hora o matadouro pode ser fechado, causando prejuízos para toda a comunidade, principalmente o produtor rural e muito dinheiro deixará de girar dentro do município. Ressaltou que odos vereadores contribuíram e correram atrás para a criação do SIM, e que agora só depende da Prefeitura. Sobre o projeto da educação que foi retirado, disse que informou ao Prefeito que a categoria durante reunião demonstrou que estava disposta a negociar, então indicou diálogo para resolução da questão. Dentre outras coisas, destacou que a categoria dos professores é a única que tem direito a greve, mas paga por isso, uma vez que o professor tem que pagar a carga horária de uma forma ou de outra. Finalizou citando projeto de Lei sobre federalização da educação, que está arquivado no senado. Aonde de acordo com este projeto, todos os professores passam para a rede federal e já entra com o piso de quatro mil reais. Nisto criticou que quando o projeto é para beneficiar os professores, ele é arquivado. Então acha o tratamento dos professores desigual e desonesto por parte do poder público.

ORDEM DO DIA
Projeto Horta Comunitária - de autoria do Vereador Wendell Gonçalves (APROVADO POR UNANIMIDADE)

VÍDEOS INTERESSANTES

Câmara Municipal De Assis Brasil - Acre
Rua Raimundo Chaar, 372, Centro - CEP. 69935.000