Menu

Vereadores de Assis Brasil

Publicidade

quarta-feira, 19 de setembro de 2018

25ª SESSÃO CMAB: MAROMBA FOI PRINCIPAL PAUTA!



1 MANOEL MATIAS
Falou sobre os buracos na cidade, citando alguns que estão perigosos podendo causar acidentes. Nisto acrescentou que foi iniciado um tapa buracos e estava indo bem, mas pararam não sabe porque, mas notou que falta de concreto não é, pois se o Secretário quisesse pegaria concreto pela cidade e faria. Sobre a cerâmica: Assis Brasil está em situação difícil com pessoas desempregadas e a cerâmica está fechada por falta de vontade de trabalhar de quem está à frente. Sendo que, se estivesse funcionando ofertaria cerca de 10 empregos para o município. Outro assunto foi sobre o governo do Estado ter prometido peladeiras e depois mandou ofício dizendo que não viriam mais, mas agora já mandou documento dizendo que viriam de novo. Nisto criticou que ele está desrespeitando as pessoas, tentando comprar e iludir as pessoas com essas peladeiras que são um direito do produtor. Outro tema foi sobre estar tendo contratos na Prefeitura que não são legais, e vereadores não podem deixar que isso aconteça, senão quando as pessoas jogarem a culpa para os vereadores, o farão com razão. Finalizou relembrando o caso da SEAPROF, destacando que vereadores devem novamente encaminhar documento para o Governo para que seja tomado uma iniciativa. Porque não é justo o produtor ter que pagar tanto pelo combustível e mais outras coisas para transportar sua produção.

2 PAULO SALES
Disse ser solidário com o pessoal da maromba. No demais contou sobre visita à inauguração de igreja no rio Iaco e outra em comunidade indígena. Destacou que foi uma festa muito importante e bonita levando a palavra de Deus para a comunidade. No demais agradeceu o trabalho feito pelo governo do Estado no ramal, pois durante a visita pode perceber que o trabalho está sendo bem feito. Também agradeceu o trabalho que prefeitura está fazendo em resposta a uma indicação sua e do Vereador Tchero, levando maquinários para o Catianã. Dentre outras, coisas expôs que como vereador não visita todos os ramais do município, se desculpa por isso, mas acredita que ainda não irá visitar todos porque possivelmente não dará conta de atender as demandas que surgirem, então não irá para passar por mentiroso. Finalizou retomando o assunto da maromba, dizendo que se sente preocupado juntamente com todos os vereadores e quer que o Prefeito tome uma atitude no sentido de resolver essa questão de uma vez por todas, pois não tem tijolos na cidade, a população está cobrando e famílias estão desempregadas, então prefeito precisa resolver.

3 CLAUDIA GONÇALVES
Agradeceu prefeito por ter mandado patrol para fazer trabalho no ramal do Icuriã, aonde os moradores estavam cobrando e graças a Deus o trabalho ficou bom, dando acesso à população, bem como com a melhora do ramal, a passagem baixou de preço. Contou que fez visitas na aldeia Mulateiro onde teve festa de igreja, estava muito bonita. Outro assunto foi sobre os trabalhos do ramal que ficaram bons, mas quando chove fica ruim, no que moradores estão cobrando que seja feita a saída de água em alguns trechos, principalmente nas ladeiras que não estão abaloadas. Nisto destacou que eles têm máquinas, então deveria fazer trabalho melhor, com mais qualidade. Citou a questão da ladeira do Quincas, que teve problema anteriormente. Relembrou que chefe de obras do governo disse que foi prefeito quem pediu para não abaloar as ladeiras, fato que o prefeito negou dizendo que não pediu nada. A respeito das peladeiras de arroz para Assis Brasil, denunciou que vieram duas peladeiras mas foram entregues para o Marquinhos da Seaprof, para que ele entregasse nas comunidades aonde o Lourival tem votos. Acrescentando que o povo conta que os produtores estão sendo ameaçados ter cortado o PAA deles se não votarem no Lourival. Dentre outras coisas citou que produtor reclamar de estar pagando muito caro para transportar sua produção e isso não é justo porque o carro é do Estado e deveria fazer de graça. Outra situação abordada é a das ruas, onde citou que tem vergonha de passar na rua porque moradores reclamam e não sabe mais o que fazer porque já cobrou, fez indicação, entre outras coisas e nada é feito. Acrescentou que o carro do lixo não passa constantemente e as ruas estão sujas, com laterais cheias de matos. Já com relação a iluminação, foi dado uma amenizada com algumas trocas de luzes mas ainda falta. Mudando de assunto, abordou sobre a olaria, destacando que não sabia estar parada de tudo, sem produzir nada, no que irá pedir providência.

4 WENDELL GONÇALVES
Sobre maromba, tem que tomar uma providência porque muitas vezes quando senta com o Prefeito, tudo fica só na palavra, mas agora tem que ser através de documento para que seja resolvido. Espera que acordo entre a prefeitura e senhor Chico, seja cumprido. Disse querer que se resolva hoje porque é menos um problema para a população e a Câmara de Vereadores. Outro assunto, foi sobre as peladeiras, no que disse ficar triste porque algumas conquistas dos vereadores estão sendo tirados e colocados para outro órgão, como é o caso das peladeiras de arroz que são resultados de indicações dos vereadores. Acrescentou que peladeiras chegam e não são distribuídas da forma como foi indicado pelos vereadores. Além disso ainda foi cobrado seiscentos reais para entregar nas comunidades, fato este que acha um absurdo, uma vez que foram levadas no carro do Estado e com combustível do Estado. Finalizou discorrendo sobre a iluminação pública ter sido feita em algumas partes e que parou porque acabou o material, no que conversou com a pessoa responsável e foi informado de que assim que chegar o restante do material, o serviço será continuado.

5 IVELINA ARAÚJO
Destacou que não sabia da chegada das peladeiras. Sobre maromba, disse que havia ficado acertado para a Mesa diretora articular reunião com o Prefeito, aonde seriam tratados assuntos pendentes que precisam ser tratados diretamente com o Prefeito. Mudando de assunto, informou que a obra do ginásio novamente está parada, já vai fazer um mês. Disse que conversou e trabalhadores expulseram que não estavam recebendo, nisto procurou a prefeitura para saber sobre a situação, falou com a chefe de gabinete e ela ficou de dar uma resposta, mas até hoje não teve. Enfatizou já ter consultado o  MP, mas não sabe o que está acontecendo, promotor deu prazo até setembro para término da obra, no entanto percebe que não irá terminar. Reclamou também sobre não ter havido campeonato este ano, bem como o fato de todas as Secretarias estarem todas paradas, uma vez que nada mais está acontecendo na gestão. Destacou que está chegando o outubro rosa, seria bom se já houvesse a VAN para estar levando as mulheres para fazer o exame. Alertou que o gabinete da primeira dama e secretaria da mulher não está fazendo nenhuma ação. Dentre outras coisas, reclamou da falta de medicação e atendimento na aplicação dos medicamentos mesmo quando são adquiridos pelos próprios pacientes. Finalizou falando sobre a questão dos carros da Seaprof, onde os produtores rurais são os mais mal atendidos, porque não tem mercado, não tem acesso a assistência pelo transporte nem pelo município nem pelo Estado, inclusive não tem ramal. Nisto disse que é contra o fato de cobrar do produtor quando se usa carros do estado.


VÍDEOS INTERESSANTES

Câmara Municipal De Assis Brasil - Acre
Rua Raimundo Chaar, 372, Centro - CEP. 69935.000