Menu

Vereadores de Assis Brasil

Publicidade

segunda-feira, 17 de junho de 2019

15ª SESSÃO ORDINÁRIA CMAB. REALIZADA EM 11.06.2019


1 MANOEL MATIAS (PSD)
Iniciou seu discurso falando sobre a Escola Simon Bolivar, destacando que apesar da demora no serviço de melhoria, aconteceu de forma bem feita. Também falou sobre o ramal do Iracema, enfatizando os problemas vivenciados pela aquela comunidade no que se refere às condições do ramal e principalmente por conta da ponte que não está boa. Nisto contou que por várias vezes já foi prometido fazer os trabalhos necessários na localidade, no entanto até o presente momento, não aconteceu. Acrescentou que quando vê a Vereadora Toinha pedindo transporte para zona rural, percebe que todos os ramais estão na mesma situação de descaso, pois entra Prefeito e sai Prefeito mas nenhum valoriza o produtor rural. Os produtores rurais, são pessoas 100% abandonadas, não adianta dizer que são assistidos porque não o são. Uma vez que também o Estado só sabe cobrar do produtor mas não o ajuda.

1 CLÁUDIA GONÇALVES (PSD)
Falou a respeito da inauguração do Cartório de Assis Brasil, que não está mais localizado no Fórum, então tudo o que for da pasta do Cartório será feito no novo endereço, inclusive estão vendo a possibilidade de fazer documento de identidade também, para que não precisemos mais ir até Brasiléia, Xapurí ou Rio Branco para tirar esse documento. Acrescentou que por mais que seja feito na delegacia, mas demora muito. A respeito da reivindicação que fez na Prefeitura para que a máquina entrasse no ramal da Divisão, para que as aulas pudessem iniciar no dia 10, relatou que a máquina quebrou, mas já foi arrumarada e com isso já entrou na Divisão. Nisto destacou que já tem os ônibus para o transporte, falta apenas arrumar o ramal. Acrescentou que com a chegada dos ônibus do do Estado vai acabar com a superlotação do transporte escolar que vinha causando risco de acontecer acidentes. Outro assunto, a respeito da ponte do Iracema, que já vai fazer quase um ano que é cobrada, disse que conversou com o Zé do Posto e foi informada que a máquina não entrou porque quebrou, no que mandaram buscar um mecânico de fora porque os de Assis não sabiam ao certo qual o problema da mesma. Cláudia disse que comentou apenas o que ouviu falar, mas sabe das dificuldades e sabe que o povo da zona rural está abandonada sim, com relação aos ramais e pontes, mas na medida do possível consegue algum material e em parceria com a comunidade consegue fazer algo. Sobre o Ramal do Recife disse que tem cinco anos que não entra máquina, o ramal está acabado, estão precisando urgente de ponte, principalmente porque agora estão andando por outro ramal, está muito complicada a situação. Nisto destacou que sabe que Prefeito pediu algumas máquinas ao DERACRE, mas que não é possível que mandem agora. Abordou que o Município recebeu do Estado a cota do diesel, no entanto não tem máquina, então não resolve. No demais abordou assunto sobre a votação do Projeto dos mototaxis, que não foi votado porque o projeto estava na sala da Assessora, que havia viajado, então não foi possível à Comissão dar o parecer. Finalizou dizendo que jamais iria prejudicar a categoria.

2 LÁZARO MANCHINERI (PCdoB)
Falou sobre os problemas enfrentados pelos indígenas com relação às condições do ramal Icuriã, destacando que se sente abandonado pelo Prefeito e pelo Estado, aonde algumas lideranças mais antigas abordam que já tem mais de dois anos que o ramal não é melhorado. Então não tem como realizar transporte de pacientes, nem de grávidas e essa é uma situação precária que preocupa bastante. Abordou também a contratação dos professores indígenas, destacando que ficou muito triste porque não aconteceram as contratações ainda. Falou da preocupação de os indígenas terem um lugar melhor para viver. Comentou sobre uma pessoa que comprou um quadricíclo e solicitou que ele, como Vereador busque melhorias para o ramal para poder trafegar tranquilamente. Falou sobre cobrança que recebeu, solicitando um orelhão para a Primavera, pelo fato de que falta comunicação entre o povo que está na cidade e os que estão na beira do Rio. Discorreu sobre as dificuldades de transporte para escoação de produção. Finalizou falando da discriminação que os indígenas sofrem na cidade.

1 WENDELL GONÇALVES (PR)
Falou que recebeu reclamações de moradores em relação ao problema da máquina que não entrou no ramal, disse ter explicado ao morador o que havia acontecido, transmitiu as informações que lhe havia sido repassada. Destacou que o cidadão falou um tanto exaltado, achando que o Vereador estava mentindo, mas graças a Deus foi comprovado a ocorrência dos fatos e tudo ficou bem. No demais falou sobre projeto dos mototáxis, aonde foi cobrado pelos mototaxistas e acusado de ter votado contra o projeto, sendo que mesmo não havia nem sido votado ainda, então quem repassou a informação a fez de forma errada, principalmente porque não tinha nada contra o PL e sim contra o trecho que tratava da saúde que estava junto dele. Nisto reclamou, destacando que ficou chateado com as calúnias que foram levantadas a seu respeito. Dentre outras coisas, parabenizou as escolas municipais pela início da realização dos arraiais, denotando que a Escola Simon realizou um lindo arraial. Destacou ainda que a responsável pela Secretaria de Educação do Estado em Assis Brasil, tem se esforçado para oferecer transporte para os alunos, chegou mais ônibus e por isto a felicita. Discorrendo sobre as demandas do Icuriã que serão atendidas, pois ouviu da boca do Prefeito que serão feitos os trabalhos dos ramais. Finalizou desejando melhoras ao colega Vereador Antônio Marinho, pedindo a Deus que lhe dê vitória frente às enfermidades.

2 ANTONIA CAVALCANTE (PCdoB)
Falou sobre visitas que fez à zona rural, destacando que visualizou a dificuldade vivenciada pela população rural, então pede melhorias para os ramais, bem como a construção de pontes. Mas município que não tem maquinários, no entanto seria importante resolver essa problemática. Contou que fez indicação solicitando transporte para escoação da produção rural. Enfatizando que no Ramal da palestina, tem uma senhora que tem uma horta linda com muita verdura, couve, cebola, chicória, banana, dentre outras coisas. Então quando traz para vender na cidade, não tem lucro porque tem que pagar o transporte. Nisto disse que teve a infelicidade de procurar o Secretário de Produção, e ficou surpresa porque foi informada que havia mais de oito dias que ele não pisava na Secretaria de Agricultura do Município. Nisto alfinetou que não há possibilidade de resolver os problemas dos produtores se na Secretária tem um Secretário apenas de status que é só para receber o salário e não para exercer a função de fato. Disse que ao conseguiu conversar com ele, solicitou o transporte para escoar a produção do ramal da Palestina, no que Secretário disse não ter transporte e foi questionado sobre a caminhonete da agricultura, nisto ele disse estar à disposição do gabinete do Prefeito. Fato que está errado, porque se veio para a Agricultura é para fazer os trabalhos da Secretaria seja ele qual for. Aproveitou o momento para pedir manifestação de reunião com a SEPA para fazer o escoamento da produção. Alfinetou que Prefeito tem os dois melhores cabos eleitorais da oposição, que são os Secretários de Saúde e de Obras. Finalizou falando da aprovação dos Projetos da borracha e mototáxi, pois o povo só tem a ganhar. E, Agradeceu ao Prefeito por ter pago seis horas de trator para melhoria da ladeira da associação Agronorte.

VÍDEOS INTERESSANTES

Câmara Municipal De Assis Brasil - Acre
Rua Raimundo Chaar, 372, Centro - CEP. 69935.000